Até o caroço: como evitar o desperdício e economizar na cozinha?

27 de April | 2022

Já pensou como o aproveitamento integral dos alimentos pode ser seu grande aliado pra combater o desperdício? Se comprar com consciência já é bom, fazer um uso consciente dos itens que você leva pra casa é melhor ainda – e pode te fazer economizar um tanto considerável no fim do mês. Vem que a gente te ensina como!

Por Me Poupe! 

Seja no canal, nas redes sociais ou aqui no site, a equipe Me Poupe! tá sempre atenta pra trazer estratégias de economia dentro e fora de casa! E na alimentação não é diferente: a gente mostra como diminuir gastos com mercado, como frear os impulsos com deliverys e, agora, como fazer a sua compra de mercado valer a pena!

Porque de nada adianta fazer pesquisa de preços, estabelecer um teto nos gastos com alimentação, ir à risca a lista de compras, ficar de olho nos itens da estação (sim, eles costumam ser mais baratos) e, no fim, acabar desperdiçando boa parte daquilo que você SUOU pra garantir.

“Como assim, Me Poupe! Do que vocês tão falando?”

Criatura, se você joga fora ou simplesmente faz um uso limitado dos alimentos que compra, liga o sinal de fumaça porque, além da imprudência social e com o meio ambiente, você está sendo imprudente com o próprio bolso!

Aliás, se você tá lendo esse conteúdo, faz uma pausinha pra se inspirar a transformar seus hábitos com o último episódio de [email protected] do Dinheiro! A Nath conversou com ela, a rainha da alimentação consciente: Bela Gil. Vem aqui assistir

Agora, voltando ao que viemos fazer aqui nesse post, bora traçar quatro estratégias pra fazer o uso integral dos alimentos, cortar o desperdício e economizar horrores? Então, bora!

#1 Aproveitamento integral dos alimentos

O que você faz com a casca do maracujá? E com a do abacaxi? Você é do tipo que tira tudo, taca no lixo e nem se incomoda?

Olha, então temos um dado que pode doer: você pode estar desperdiçando mais de 30% daquilo que compra só com esses descartes de cascas, caroços ou partes não convencionais. Isso porque estas ‘partes’ tem um peso significativo aí na balança.

Já pensou em fazer um doce da casca do maracujá? Ou chá das cascas do abacaxi? E um picadinho da casca da melancia? Um refogadinho do talo de couve? O lance aqui é mudar o olhar com relação aos pedaços dos alimentos que somos condicionados a jogar fora, por não estarmos acostumados e por não termos conhecimento técnico sobre como usá-los.

Seja curioso, faça testes, experimente! Tem muita coisa boa espalhada pela internet.

#2 Pensar em variações para um mesmo alimento

Olha, pode ser que o seu desperdício seja fruto de uma alimentação monótona. “Como assim, Me Poupe!?”. O que queremos dizer é que é natural que a gente se desanime de cozinhar ou comer um item que está lá paradão na gaveta da geladeira, só porque não aguentamos mais comê-lo do mesmo jeito.

Ninguém aguenta mais o bife com batatas e nem o casadinho de feijão com abóbora. Então, bota essa cabeça criativa pra pensar, criatura!

Com uma abóbora japonesa, por exemplo, você pode fazer: um refogado, um purê, um creme, um escondidinho, bolinhos, assar com especiarias, um molho pra salada, chips. 

#3 Tenha uma composteira


É claro que sempre terá um ou outro item que acabará seguindo o camino do lixo. As sementes de uma fruta, um pedacinho apodrecido de outra e eis que acabaremos gerando resíduos. 

Aliás, cada brasileiro gera em torno de um quilo de lixo por dia e cerca de 58% desse total é representado por lixo orgânico, ou seja, os “restos de alimentos”. A maior parte desse lixo vai parar nos aterros sanitários criando gás metano que é 30 vezes mais potente do que o gás carbônico em relação ao efeito estufa.

“Nossa, como eu posso minimizar isso?”

Com a compostagem, processo biológico que consiste em estimular a decomposição dos materiais orgânicos. Ela pode ser feita em casa, com a utilização de caixas adequadas e, de brinde, você terá um adubo de primeiríssima qualidade! 

Assim, deixamos de enxergar a casca de banana como lixo e sim como um resíduo que no lugar certo se tornará alimento pro solo que nos alimentará novamente com seus cultivos.

#4 Use o freezer a seu favor

Lembra do mamão que está quase perdendo? Já pensou em tirar a casca, picar e congelar pra que num dia quente ela vire uma vitamina? E o feijão que você cozinhou ontem e não vai comer hoje? Que tal já mandar pro freezer antes de ficar “velho”. Tem legumes perdendo na gaveta? Higienize, pique, passe em água fervente (a famosa técnica de branqueamento) e leve pro congelador.

Essas são apenas algumas das inúmeras estratégias pra otimizar tempo, energia e ingredientes na hora de pensar sua alimentação!

E aí, comenta aqui embaixo se você já aplica alguma dessas técnicas em casa ou se já anotou tudo pra começar a revolução.

Comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Seja o primeiro a deixar seu comentário